A pedagogia de Paulo Freire no ensino de idiomas

Paulo Freire é um dos educadores mais conhecidos, estudados e admirados no mundo, apesar de no Brasil ele ter um legado pouco conhecido por uma parcela considerável dos brasileiros, o que torna a importância do seu trabalho um pouco confusa. A melhor maneira de introduzir os pensamentos e práticas freirianas é por sua experiência em Angicos, no Rio Grande do Norte, onde Freire trabalhou na alfabetização de adultos. Será aqui também que partirei para minhas reflexões sobre Paulo Freire e o ensino de línguas estrangeiras.



Igreja Amarela e Branca centro da cidade
Paróquia São José de Angicos

Angicos é um município de pouco mais de 10 mil habitantes no interior do Rio Grande do Norte, a 176 km da capital potiguara. Naquela pequena cidade, há 60 anos, aconteceu uma revolução na alfabetização de adultos que viria a ser replicada em diversos lugares do mundo, com destaque na América Latina e África. O olhar atento e amoroso de Freire o colocou como um educador que estava em Angicos não para transferir conhecimento, mas para educar. A diferença consiste em não trazer conhecimento de fora e depositá-lo nos alunos, mas construir conhecimentos baseados nos saberes das pessoas daquele lugar. As palavras utilizadas para a alfabetização das pessoas foram aquelas que faziam parte do cotidiano de cada educando, tornando as aulas cheias de significados e horizontalidade. Já no começo dos anos 60, Freire caminhava na contramão da educação bancária, onde o professor é o detentor de todo o conhecimento e apenas transfere para o aluno que não reflete sobre aquilo que estuda.


Paulo Freire, Angela Davis, Pablo Neruda
Depois do Banho, Estátua em Estocolmo, Suécia

Infelizmente a experiência de Angicos foi interrompida em 1964 com o advento do golpe militar no Brasil e Paulo Freire foi obrigado a viver grande parte do seu trabalho pedagógico no exterior.


COMO CRIAR LAÇOS COM OS ALUNOS E POR QUE ISSO É IMPORTANTE?


A relevância da pedagogia freiriana, que tem como base a educação popular, pode atravessar outras áreas da educação também, uma delas é o ensino de língua estrangeira. Como na experiência de Angicos, o ensino de língua estrangeira também necessita reflexões fundamentais para a construção de conhecimento, a amorosidade para fazer os alunos se sentirem parte de uma comunidade que fala uma língua estrangeira, perpassando então a multiculturalidade que expande a visão de mundo do educando, e ainda o respeito aos conhecimentos prévios e interesses de cada aluno.


É muito comum termos em um grupo de adolescentes e adultos, pessoas muito diferentes, com visões de mundo e interesses distintos. Esta horizontalidade e amorosidade que propõe Freire é uma ótima forma de abrir discussões para concordar, discordar, construir novos conhecimentos, de uma maneira respeitosa empática e atenta, algo tão raro em um mundo cada vez mais polarizado. Também é uma maneira de desconstruir preconceitos que os educandos possam apresentar. Quando trabalhamos o ensino de língua estrangeira, a elaboração do raciocínio tende a ser mais lenta nos primeiros níveis, onde o aluno tenta encontrar as melhores palavras para expressar o que sente ou pensa. Este tempo de elaboração é uma ótima maneira do educando de refletir sobre aquilo que fala, no lugar de simplesmente "falar o que pensa".


Pessoas no campo estudando e o sol brilhando ao fundo
Painel de Paulo Freire no MEC

Independente do idioma que se estuda, a pedagogia freiriana é uma ótima aliada não apenas na aquisição da língua estrangeira estudada, por que não é apenas importante se falamos ou não uma língua, mas é ainda mais fundamental no quê falamos, como falamos e por quê falamos o que falamos. Estas são todas reflexões que vão contra a educação bancária tanto criticada por Paulo Freire, sendo só depositada na cabeça dos alunos sem nenhuma reflexão. É preciso fazer das palavras objetos de transformação social para termos um mundo cada vez mais justo e igualitário.


#paulofreire #educaçãobancária #pedagogiadaliberdade #pedagogiadaautonomia #experiênciadeangicos #angicosrn #riograndedonorte #patronodaeducaçãobrasileira #educação

Posts recentes

Ver tudo
© Copyright